03 set
A bebê Megan, um milagre!

afced21586

E quando tem que ser… é!!! Não adianta…

Divido com vocês um pouco da história da guerreirinha Megan, como mais uma prova de que milagres existem.

“Às 6 semanas de gestação, um aborto natural devastou essa família. Após a medicação abortiva para limpar o útero, o médico constatou que havia algo mais. Mirror.co.uk, que mora em County Kildare, na Irlanda, estava grávida de 6 semanas quando, enquanto caminhava na estação do trem no caminho até o banco onde trabalhava, ela começou a ter contrações e a sangrar copiosamente. Ela ligou desesperada para o marido e, aos prantos, disse que talvez estivesse perdendo seu bebê. Ela ainda caminhou de volta até sua casa porque ele estava cuidando dos outros dois filhos do casal, e juntos foram ao hospital Rotunda, em Dublin, onde os médicos lhe confirmaram que ela estava tendo um aborto natural. Foram feitos 5 ultrassons que mostraram que ela estava perdendo seu bebê. Após, ela ainda teve que se submeter a duas doses de medicação abortiva para limpar totalmente o útero e passou a noite no hospital para ter certeza que nenhuma parte do feto havia ficado. Ela então se recuperou e foi para casa arrasada. Alguns dias depois, os médicos a contataram e disseram que os resultados mostravam que ainda havia partes do feto que precisavam ser retiradas e ela passaria por um procedimento cirúrgico. No retorno ao médico e mais alguns ultrassons, foi detectado muitas sombras e muito sangue e coágulos, mas havia também outra mínima batida de coração. Os médicos, então abismados, descobriram que Michelle na verdade, estava grávida de gêmeos, e havia perdido somente um dos bebês, e o outro havia sobrevivido, praticamente por um milagre após os medicamentos abortivos para limpar o útero. Além de sobreviver, a pequena Megan nasceu saudável alguns meses depois.”

O link dessa matéria é o: http://familia.com.br/familia/gravida-ela-correu-ao-hospital-e-perdeu-seu-bebe-mas-um-milagre-surpreendeu-toda-a-equipe-medica?AmoFamilia080415

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário