27 out
Apoio às Portadoras de Endometriose

endometriose

Lí um texto no site MulherEndo (Associação Portuguesa de Apoio a Mulheres com Endometriose), sobre a importância da família para a paciente com Endometriose, e achei de relevada importância para compartilhar com vocês:
http://mulherendo.pt/a-importancia-da-familia-para-a-pacie…/

Eu senti na pele o que é ser portadora de endometriose e bem sei o quanto não é fácil. Apesar da minha endometriose ter sido considerada severa (Grau 3) e meu caso ser atípico devido a não sentir dores agudas, o sintoma principal que sentia foi a infertilidade que me machucou MUITO emocionalmente, durante 6 longos anos de tentativas, entre tratamentos e cirurgias.
Acompanho casos e mais casos de mulheres que tem uma péssima qualidade de vida devido aos sintomas da endometriose, destacando as dores intensas que sentem constantemente e que lhes impede de viver uma vida digna e tranquila, afetando seu lado profissional, estudantil, afetivo, entre outros aspectos no seu dia a dia. E a família nesta situação pode fazer toda a diferença, dando o suporte emocional de estar ao lado, a entendendo e a fazendo sentir acompanhada nos momentos que mais necessita.
Eu tive a sorte grande de contar com um marido presente que me fazia sentir apoiada a todo momento, uma mãe super carinhosa e uma irmã anjo no meu caminho que fizeram minha caminhada mais fácil, mas bem sei que nem todo mundo conta com esse apoio e aqui venho ser solidária a dor de todas vocês, portadoras dessa doença que se espalha cada dia mais pelo mundo, devendo haver maior conscientização e respeito de todos.
Quanto a mim e a endometriose, após duas gestações praticamente seguidas, onde consequentemente tive duas pausas interessantes para controle da endometriose de 9 meses sem menstruar, fui orientada a colocar logo em seguida ao segundo parto o diu mirena, me adaptei super bem ao mesmo, não menstruo há 7 anos e a endometriose não dá sinal na minha vida, graças a Deus!
‪#‎euvenciaendometriose‬ ‪#‎vocêvencerá‬ ‪#‎MaternidadeSonhadaemapoioàsportadorasdeEndometriose‬

“A todos os que acompanham e vivem de perto com uma mulher que tem Endometriose: Quando não souberem o que dizer, não digam nada. Permaneçam em silêncio, mas permaneçam. Leiam, pesquisem, informem-se, procurem sempre saber mais e ter informação de qualidade ao vosso alcance, porque isso vai permitir-vos perceber a dimensão desta doença, e só assim vos será possível compreender. Quando não souberem o que fazer, não façam nada. Mas fiquem, estendam a mão, ofereçam o colo, e abracem. Abracem muito!”

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário