14 jul
Mais Picadinhas de Amor
babyRomero
Divido com vocês esta outra foto que recebi de uma seguidora especial, uma das primeiras, a primeira que conheci “ao vivo”, a que me fez chorar com sua vitória, após tentativas de tratamento e conseguindo engravidar naturalmente quando menos esperava, a que dentro de alguns dias terá sua tão merecida vitória nascendo e lhe apresentando ao maior dos amores. Carol, a mamãe de Romero, por isso o “R” formado por algumas das tantas injeções que teve que tomar diariamente na gestação, com uma blusinha linda ao lado, que em breve será recheada por ele, com um sorriso estampado que eu me atrevo a colocar legenda: “Conseguí!” Uma Mulher que nunca vi reclamar de nada durante toda a gestação, ao contrário, quantas e quantas vezes me comentava feliz da vida que iria tomar mais uma picadinha linda e adorada! Ai, ai… Quando digo que o salário emocional e espiritual que vocês me pagam é impagável… Cenas e atitudes assim enchem a minha alma e me emociona poder conhecer mulheres formidáveis que optaram por seguir o chamado da maternidade.
Para vocês mais uma “gotinha” de ânimo a esses corações.
AVANTE GUERREIRAS!!!!!!!!

 

13 jul
Picadinhas do amor

Foto que não precisa legenda para quem já passou ou está passando por tratamentos em busca do sonho de ser mãe… É muita entrega, é muita disposição, é muito amor envolvido. Perdi as contas das picadinhas recebidas durante os 6 anos de luta contra a infertilidade… Tratamentos de reprodução humana, tratamentos para controle da endometriose… Muitos desafios, muitos NÃOS no caminho, muitos “ainda não foi dessa vez”… E se faria tudo de novo? Faria MUITO mais! Porque hoje a cada dia de vida das minhas filhas confirmo que tudo o que passei não é nada diante do amor sentido, do amor dado e recebido. E a certeza é absoluta quando lhes digo que se você sente no coração a maternidade te chamando, corra atrás e não meça esforços. Hoje acredito plenamente que jamais poderia passar por esta vida sem estar neste papel de ser mãe, o papel mais lindo, mais desafiador, mais complexo que pude imaginar na minha vida, a posição mais privilegiada que poderia sentir e viver.
Relato da fotógrafa Patrícia Machado, que captou a imagem: “A primeira foto q a mãe me pediu e a última foto realizada na sessão.Confesso que quando vi as seringas não sabia o q fazer, mas depois vi o quanto que era importante e me esforcei para realizar a foto. Depois de perder dois bebês, ela descobriu que tinha Trombofilia e nessa luta diária para guardar a vida desse pequeno, ela tomou todas essas injeções…cada picada, cada dor, era o amor que crescia mais!..Foto mais significativa para ela não poderia faltar, espero ter conseguido passar toda emoção da gestação em uma só fotografia.”

 

09 jul
Notícias que animam!

TN

EMOCIONADA é pouco!!! Vocês não imaginam como fico feliz quando recebo notícias lindas assim! Uma mulher linda, uma guerreira ímpar, como tantas de vocês, que está na luta há anos, engravida após aaaanos de tratamentos! O positivo, após mais uma fertilização, foi a primeira alegria ENORME e emoção sem fim! Ela resolve não contar a ninguém, ou quase ninguém, até completar as 12 semanas, entre essas pessoinhas ela resolve dividir COMIGO, pense no privilégio! Esta mulher maravilhosa completa suas 12 tão esperadas semanas de gestação e hoje seria a ultrassonografia Da Translucencia Nucal – muito conhecida como TN… Ela estava ansiosa, eu estava também bem ansiosa Rs! Para quem ainda não passou por isso, mas que passará , a TN é um divisor de águas, digamos assim…
“A Translucência Nucal é medida durante a ultrassonografia realizada entre a 11a e 13a semana gestacional. A ultrassonografia geralmente é abdominal, mas se a medida não for possível, pode ser necessária a realização da ultrassonografia transvaginal. Se houver um acúmulo excessivo de líquido na região da nuca do feto, aumenta o risco do bebê ter uma alteração cromossômica, mal-formações ou alguma síndrome genética.”
Pois bem! Saiu tudo perfeito e ela saiu feliz da vida do exame e me mandou mensagem em seguida! Claro que se apresentasse algo ela seguiria feliz por estar gestando o seu filho, seu maior sonho, mas o fato de confirmar que o bebê aparentemente será saudável, descartando algumas síndromes, é motivo a mais para comemorar!!!
O fato de ter quase 40 anos e de nos últimos tratamentos de fertilização in vitro ter feito biópsias embrionárias (diagnóstico das doenças cromossômica e genéticas antes da transferência dos embriões para o útero – falarei em outro post sobre) e na maioria apresentar alterações… Imaginem o alívio e alegria desta mamãe!
E seguimos em frente… Que Deus abençoe dia a dia sua gestação e que esse bebê já muito amado(a) vá crescendo saudável para dentro de alguns meses comemorarmos sua VITÓRIA!
Viva!!! Hoje a sua felicidade é a minha!

05 jul
Barriga Sonhada

barrigasonhada

Hoje entrei ao quarto das meninas e “congelei” em frente a esta foto que tenho num porta retrato… Gente, já se passaram 8 anos deste barrigão e muitas vezes ainda me pego perguntando se foi verdade… Juro! Sonhei tanto, mas tanto, mas taaaaaaaanto com essa barriga que só quem sonha pode entender o que estou dizendo… Me senti desde o primeiro segundo da gravidez  a mulher mais poderosa da face da terra, minha barriga então era o símbolo e trunfo da minha suada vitória e eu a amei desde o primeiro segundo.
Com um mês de gestação ela já se visualizava, aliás eu fazia questão absoluta de que se mostrasse, que aparecesse. A tinha leve e solta para aproveitar desde o primeiro instante dos títulos gestante, grávida, futura mamãe e o mais lindo de todos: MÃE!!!
Minha barriga por 38 semanas era a parte do meu corpo que mais amava, idolatrava e cuidava! Afinal dentro dela estava o meu maior tesouro. Tesouro este que foi tão esperado e sonhado e naquele momento estava ali, dentro de mim!
Quantas e quantas vezes me acordava um pouco assustada para confirmar uma vez mais que era verdade! E tocava na minha barriga e respirava aliviada… ai, ai… Tive uma gravidez de risco, com alguns sustos a princípio, minha progesterona insistia em não subir , o que é determinante para a evolução da gestação, num outro post lhes contarei bem sobre este tema, mas hoje minhas queridas quero lhes falar dela: da minha tão sonhada barriga!
Foram minutos infinitos ali parada em frente daquela foto até ser “despertada” por gritinhos das duas princesas que, sem eu perceber, estavam ao meu lado a admirar e sorrir com a cena, até que escuto uma meiga voz: “mamãe, o que você está fazendo aí?” Voltei então à doce realidade! Mas fiquei com a foto na minha cabeça e vim aqui dividir com vocês que sonharam ou ainda sonham demais em se ver assim!
Foram tantas as incógnitas até gestar que quando assim me encontrei foram meses curtindo e super atenta à estrela da minha vida: minha barriga, que diga-se de passagem foi uma barriga enorme e linda!
Jamais esquecerei da primeira vez que senti a minha Nana mexer… O quanto esperei por isso! O quanto imaginei como seria até que chegou o dia! Estava com minha irmã quando de repente… sentí! Sentí algo diferente, sentí uma cosquinha dentro de mim, era meu bebê (ainda não sabia o sexo), era o primeiro sinal que sentia plenamente sua presença. Mágico, único, sublime! Foi muito rápido, mas o necessário para me fazer emocionar bastante, e partir daquele momento ela se amostrava de tanto mexer e eu amava cada mexida óbvio!
Então a tal barriga sonhada continuará existindo no meu coração para sempre. Fecho os olhos e posso me ver gravidíssima, e meu coração se alegra pela dádiva alcançada.
Mais na frente falarei da minha outra barriga combinado? Barriga esta que a foto fica do lado da barriga sonhada e que posso entitulá-la de barriga inesperada e que me desarmou de tanta emoção e surpresa… A barriga da minha Tina, meu milagre.
Que fique como ânimo e estímulo para que sigas e se não for com essa barriga física que seja pela gestação do coração, que com certeza também irá tomar conta do seu ser nessa espera do filho que chegará a qualquer momento!
A seguir sonhando e acreditando, sempre!!!
16 jun
Enfim… POSITIVO!!!!!!!!
betapositivo
Havia chegado o grande e tão esperado dia do beta… Era a terceira fertilização e possivelmente seria a última… Foram dias intensos de muita ansiedade, de muita entrega e fé. Estava consciente de que havia lutado ao máximo, foram 6 anos de espera e busca e agora já estaria decidido, o que fosse melhor para mim aconteceria… Mas claro que o que mais queria na vida era o tão sonhado positivo.
Acordei cedinho e fui ao laboratório acompanhada da minha mãe, o marido havia chegado de uma viagem longa e foi trabalhar. Nas vésperas do exame procuramos saber qual seria o laboratório que entregaria mais rapidamente o resultado e lá fomos nós naquele laboratório que não ficava muito perto de casa, mas que valeria a pena as horas a menos para já acabar com esse suspense.
Voltamos para casa, esperamos as horas e na hora precisa para entrega do resultado lá estávamos, na porta do laboratório. Não havia onde estacionar, então minha mãe se ofereceu para pegar o resultado e eu fiquei no carro. Combinamos que ela pegaria e não abriria, que veríamos juntas, e assim foi feito. Coração acelerado… E via que lá vinha a minha mãezinha com o papel do resultado em mãos, estava ali tudo o que eu mais queria ler na vida, estava ali a resposta das orações, dos últimos dias, dos últimos anos!
Mamãe entra no carro, nos olhamos, nos abraçamos e eu digo: “que seja feita a Sua Vontade meu Deus!” Respirei fundo e abri… Visualizei logo um número, número este que JAMAIS esquecerei: 271! Uma emoção indescritível. “Mamãe, estou grávida, chegou o meu dia!” Nos abraçamos, choramos MUITO, e em meio a tudo isso parei e pedi para ela ler o exame e confirmar bem. Eu sabia que acima de 32 mUI/ml seria positivo, mas queria que ela reconfirmasse, e assim foi feito. Eu estava grávida, eu seria mamãe, meu sonho agora era doce realidade, após 6 anos de luta, endometriose severa diagnosticada, 2 cirurgias, tratamentos hormonais, 1 inseminação, 3 fertilizações in vitro, falência ovariana comprovada… TUDO ficaria para trás, eu tinha vencido! De imediato liguei para o marido, ele que estava trabalhando e aguardando esta ligação ansiosamente, ele que foi um companheiro ímpar, que me fez seguir e não desistir,  me apoiando incondicionalmente e me fazendo sentir uma admirável e linda guerreira durante todos esses anos, ele estava no meio de uma reunião e pediu licença aos presentes para atender. Ele imaginava que eu já saberia o resultado. Quando escutei o seu alô do outro lado da linha veio um choro que acredito ter guardado durante muito tempo, um choro de desabafo, um choro gostoso, intenso, e uma emoção única, e em meio as lágrimas respondi àquele alô com a palavra “papai”, chorava e repetia: “papai, papai, papai”. Devido ao nervorsismo dele e minha voz super embargada pelo choro, ele nāo entendia exatamente o que eu falava, aliás, ele queria entender claramente e confirmar o que estava supondo.
“Taci, deu positivo? Você está grávida? Me responda!”
“SIIIIIIIIIMMMMMMM, chegou nosso dia meu amor, estamos grávidos!”
Queridas, é uma sensação única pela qual vocês irão passar ao confirmar a gestação ou ao confirmar a vinda do seu filho do coração. O dia dessa certeza é o dia em que a partir daquele instante, você já começa a apagar todos capítulos difíceis já enfrentados. E neste mesmo dia você já começará a entender bem quando lhes digo que TUDO valeu a pena!
Dia 6 de Novembro de 2006, dia escolhido para mim. Dia que jamais esquecerei. Dia em que a maternidade sonhada começaria a se tornar realidade. Dia da minha vitória! Da minha primeira vitória…
12 jun
O Cartão Portal

cartao

“Admiro a NOSSA luta, admiro a tua luta, por isso que tanto desejamos. Torço muito por NOSSOS sonhos virarem realidade”. Trecho do lindo texto escrito pelo marido num cartão postal enviado para mim, enquanto ele viajava a trabalho, nos dias prévios ao resultado do beta HCG, na terceira fertilização in vitro.
Divido com vocês, para que observem o apoio incondicional e a luta enfrentada JUNTOS. Não era a minha luta para ser mãe, nem apenas a dele para ser pai, era uma luta a dois em busca de um sonho comum e sempre deixando em evidência que antes de qualquer resultado estaria o casal, sempre um ao lado do outro, para o que der e vier.
E esta é a idéia pessoal, a caminhada a dois assim se torna bem mais leve, e essa certeza de que aconteça sempre estaremos unidos conforta demais…
Fica então essa mensagem para reflexão para você e seu companheiro. Que caminhem juntos, um apoiando o outro, um cuidando do outro, um torcendo pelo outro, sonhando JUNTOS pelo filho que virá, mas sem esquecer de vocês.
Aproveito para deixar aqui minha homenagem a você Mariano que foi e é um parceiro ímpar de caminhada, você que jamais me deixou desistir e me entregar. Você que apesar de tudo só somava e me fazia sentir especial, me admirando e me fazendo sentir uma guerreira linda e determinada, que lutava bravamente pelo nosso maior sonho.

 

11 jun
Dia de Surpreender!

dia-dos-namorados

Amanhã é o dia dos namorados… Oportunidade para um carinho a mais, de demonstrar a importância do outro, de um momento a dois especial. Oportunidade para reacender aquela chama que insiste em querer se apagar nessa caminhada, eu bem sei que não é fácil, mas também lhes digo que muito disso está nas nossas mãos e é uma decisão nossa mudar de postura.
Então lhes escrevo hoje, na véspera da data, para lhes animar -novamente- a reagir! Comecei a semana postando um texto sobre tesão e infertilidade, e terminarei a semana as convidando a ousar! A surpreender o parceiro e também a surpreender a si própria!
Que tal dar uma geral no visual? Colocar aquele vestido que ele adora, se arrumar, soltar o cabelo e deixar o poder da sensualidade e beleza dominar a cena? Muitas vezes esquecemos até de nos cuidar e temos que estar atentas a isso, por nós mesmas e consequentemente pelo companheiro que deve sentir saudades também.
Se for possível uma saidinha àquele lugar que vocês tanto curtem e não vão há muito tempo?
Ou de repente ficar em casa mesmo e fazer um jantarzinho legal com uma produção especial? Música de fundo, aperitivos, convidar ele para dançar? Sim! Surpreender MESMO!
Deixar claro que para você o casal lhe importa muito! Não precisa ser através de palavras, que seja através de atitudes mesmo, mostrando o quanto lhe faz feliz tê-lo ali com vocês,  que a vontade de ter um filho não será capaz de atingir um sentimento que existiu, antes mesmo desse sonho. Mas atenção! Proibido falar sobre a gravidez desejada, o filho que não chega ou algo similar a isso. Está proibido momentaneamente OK? rsrs
O cuidado um com o outro na rotina diária é o que nos dar muita força e nos impulsiona a seguir! Saber que não estamos sozinhas, que sonhamos juntos torna tudo mais fácil para ambos. E a paixão, as vezes esquecida, é bem vinda sim!
E quando finalmente esse filho chegar e o seu sonho se concretizar, essa base preservada por vocês será refletida na relação da família que estará enfim completa!
E aí? Vamos se animar?
Um dia dos namorados ESPECIAL!!!
dia-dos-namorados-2-495x444
08 jun
Tesão e Infertilidade: Antônimos?

casal-deitado-trsite

Hoje venho tocar num tema que acredito que algumas de vocês se enquadrarão. Os que já estão há um tempo nessa espera ansiosa, pela gravidez que não vem, tendem a se desinteressar pelo sexo ou se interessar pela prática do ato sexual apenas como possibilidade de engravidar naturalmente. Passando o sexo a ser uma obrigação e não um prazer, e devido a isso venho lhes alertar…
É muito perigosa essa situação, considerando que o sexo é muito importante no relacionamento a dois e quando se esfria drasticamente o casal deve estar alerta para dar outro rumo a situação.
Não que casais com anos de relacionamento tenham o desejo um pelo outro intacto, ao contrário, a rotina diária vai mudando isso, outras prioridades passam a valer para o casal e isso é normal, a admiração a parte do desejo sexual é muito bem-vinda, mas penso eu que o interesse e o prazer carnal tem que estar presente e vivo, talvez em menos frequência, mas ali existente entre os dois. E quando um está mais “frio” cabe ao outro lhe despertar o desejo e vice e versa…
Nessa caminhada de tratamentos, coitos programados, indução de ovulação e outros tratamentos a mais, forçam naturalmente aos casais se tornarem um pouco “máquinas” e devido a isso tem que haver uma atenção redobrada ao tema.
Só transar para alcançar a gravidez pode ser uma brecha para uma crise matrimonial. O ter dia e horário para ter relações não é nada agradável mas cabe a nós tentar contornar a situação da melhor maneira, talvez procurando o parceiro em um momento inesperado, ou até fazer da obrigação um momento de encontro, um momento de buscar a dois pelo filho tão sonhado, conscientes  e unidos pela causa.
Por isso tão importante quando friso bem aqui a importância dos “tempos” a serem dados pelo casal e que nunca devemos esquecer que antes de nada, existe um companheiro ao lado e um casal que, apesar de todo panorama, segue existindo e você tem que investir para que siga vivo!
Acredito eu que minha relação sobreviveu sem sequelas, àqueles anos de espera, por existir no casal uma cabeça pensante e equilibrada do marido que não permitia que a ansiedade instalada muitas vezes em mim tomasse conta e desestruturasse nós dois.
Lhes confesso que em determinados momentos era mais forte do que eu e não tinha como na hora H não pensar que poderia estar sendo daquela vez! Quem nunca??? E isso é super normal, claro! Por mais que saibamos que nosso caso é quase impossível de acontecer naturalmente, sem tratamento, mas quando a gente sonha sempre haverá uma esperança de que aconteça um milagre e apostamos nisso quando fazemos amor.
O homem por si só já necessita de maior atenção quando se refere a este tema, ele “necessita” que não haja maiores mudanças quando se trata do lado sexual do casal e quando sente e nota que está afetado isso pode ser um prato cheio para uma crise. Claro que deve haver por parte dele total compreensão com a mulher que está ali, muitas vezes expondo seu corpo a um avalanche de hormônios e “montanha russa” emocional. Afinal a pressão é muito grande para o casal e mais ainda para quem for diagnosticado com alguma razão para infertilidade apresentada, o que volto a dizer, como já foi dito por mim outras vezes: NINGUÉM é o(a) culpado(a) de NADA, o que existe é um casal que luta JUNTO para realizar o sonho da chegada do filho de ambos, mas bem sabemos que muitas vezes é difícil se colocar isso em prática.
Me lembro bem que apesar de ser eu a diagnosticada com endometriose severa e falência ovariana precoce, o marido me proibia ficar lembrando isso e assumia a enfermidade como NOSSA. E confesso que isso me acalmava bastante o coração e me dava forças e coragem para querer seguir por NÓS.
Não que você finja eternamente que nada esteja acontecendo mas que você tente ao menos reagir de verdade! Por ele, mas por você também, que merece sentir prazer e sentí-lo mais perto.
A intenção é fazê-las analisar como está a sua relação com seu companheiro, com aquele futuro pai do seu filho, sem esquecer o lado sexual,  com aquele que foi seu namorado e que deve continuar sendo seu parceiro de caminhada. Que a infertilidade não seja causa de afastamento entre vocês, ao contrário, que seja causa de união e cumplicidade. Que vocês possam amenizar a dor do outro, com sua presença, compreensão, carinho e desejo, estando consciente de que a infertilidade será apenas uma etapa da vida de  vocês que passará e ficará para trás e não justifica abalar um casal que um dia sonhou junto e apostou neste sonho. Se unam mais e mais! Permitam que  aquele sentimento que um dia te fez sentir frio na barriga, venha lhes visitar e que nesse momento o mais importante sejam vocês dois, você e ele, ele e você.

pés cochinha