29 mar
E enquanto o filho não chega?

casal-pegadas

ENQUANTO SEU FILHO TÃO SONHADO NÃO CHEGA, O QUE ESTÁS FAZENDO?

Em outras palavras, sua vida está seguindo? Você tem planejado outras coisas? Você tem aproveitado o hoje? Curtido o companheiro? Sonhado com o amanhã feliz, ainda sem filhos?

Não, não vim aqui para te fazer desistir, jamais faria isso!
Vim aqui te lembrar que por mais que você deseje se tornar mãe, enquanto isso não acontece, a vida DEVE seguir! Nada de adiar projetos, viagens, planos a dois porque talvez o filho chegue. Porque quando chegar tudo se adapta, tudo se repensa, tudo volta a ser planejado dando prioridade à nova realidade, claro!

Deixo o alerta porque um dia, ainda nas tentativas, me peguei adiando TUDO pela possibilidade da gravidez que tanto desejava… Desde as coisas mais básicas, como por exemplo adiar a matrícula na academia porque de repente poderia engravidar, como situações mais “complexas” quando surgiu aquela oportunidade de uma viagem maravilhosa a dois que teríamos que parcelar, maaas e se no meio disso engravidasse? O tempo foi passando e fui me dando conta que não poderia “parar de viver” em função dessa espera… Espera esta que poderia ser de dias, como poderia ser de anos, como assim foi no meu caso, e a partir de então um dia decidi “voltar a viver”!
Como assim? Voltei a fazer tudo o que tinha vontade sem me apegar à hipótese do estar grávida. Se fazendo isso desanimei e desacreditei na possibilidade? De forma alguma! Apenas passei a viver melhor, cuidando de mim, me fazendo bem, e cuidando do companheiro, do casal, que estava sendo deixado de lado em alguns, ou melhor em vários, momentos. Se valeu a pena? E como valeu! Tenho certeza que essa atitude me fortaleceu e me ajudou a superar os anos de espera.

Minto se em alguns desses momentos não pensava… E se engravidasse agora? E como seria se já tivesse meu filho aqui? E vários outros “ses” que aparecem na cabeça e coração de uma mulher que sonha em ser mãe. E alguns desses momentos vinham acompanhados de algumas lágrimas, lágrimas essas que me permitiam desabafar um pouco daquele desejo latente, mas que eram enxugadas e deixadas para trás, com um belo sorriso e vontade de viver. Sim! Essa vontade de viver tem que estar presente sempre, não é por causa de um sonho que devemos nos privar de sermos felizes e termos outros projetos, planos e sonhos em andamento.

Quantos casamentos infelizmente já vi fracassando por conta do sonho de ter um filho… Quantas mulheres que entram em depressão por fazer desse sonho da maternidade seu objetivo único de vida?! E hoje Deus colocou no meu coração para lhes trazer este alerta, para te fazer refletir sobre este tema, para te perguntar: Enquanto o filho tão sonhado não chega, o que tens feito da tua vida?

Pare, pense, repense. A mudança está em você, nas suas atitudes!
Que sua vida siga e quando chegue o momento determinado a maternidade será uma realidade a ser vivida lindamente. Então, a viver o hoje, o agora, continuando a sonhar com a maternidade, fazendo sua parte, entregando a Deus e paralelamente não matando aquela mulher esposa, amiga, filha, irmã, profissional, atleta, viajante e feliz que de repente está adormecida e fazendo falta.

No meu caso, na segunda gravidez, a minha vida seguia, já era mãe, já estava realizada e de repente com uma bebê de apenas 7 meses me vi grávida novamente! Sem planejar, uma nova e inesperada -doce- realidade e o que fiz? Me readaptei, lá fui eu a comprar mais um berço e a vibrar com mais uma oportunidade que a vida me brindou de ser mãe! Tudo se reorganiza quando um filho vem, é porque tinha que chegar, naquele momento, no melhor momento escolhido para você, algumas vezes até sem planejar, mas que estava nos planos de Deus e creio que todos os planos dEle são perfeitos!

Sonhando com o amanhã, eu te convido a viver plenamente o hoje! Ache este ponto de equilíbrio e seja mais feliz. Você é capaz!

Beijo no coração.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

4 comentários

  1. Me emociono sempre com suas palavras. Não tive dificuldades para engravidar, sou mãe!!! Mas me solidarizo com essa causa nobre.
    Belo e verdadeiro depoimento... parabéns, Taci!

    Comentário
  2. Bela sua sensibilidade e apoio sempre por aqui Patrícia! Obrigada pelo carinho. Beijooo!

    Comentário
  3. Você trouxe sorriso pro meu dia hoje. Muito obrigada. É hora de aproveitar mesmo a vida.

    Comentário
    1. Que maravilha Roberta! Siga assim sorrindo e vivendo! Avanteeee!!! Um beijo

      Comentário

Deixe uma resposta para Taciana Lira Cancelar comentário