01 out
E o “mundo” resolve engravidar
mundoengravidar
Quando estamos liberadas para engravidar tem fases que parece que todo mundo ao redor engravida, menos voce lógico! É meio uma sensacao de epidemia mesmo e ficamos loucas para sermos “contaminadas”… e nada!
Para onde se olhe tem uma prima, amiga, amiga da amiga, vizinha: grávida. A neta de 15 anos da sua funcionaria, que te conta com a maior tristeza do mundo esta “tragédia”… A mulher que fica no semáforo, sim  aquela que já tem uns 10 filhos e vai colocar outro no mundo “porque é o jeito” … Aquela companheira de trabalho que desaba chorando porque não era a hora e não queria de jeito nenhum e desabafa justo com você esperando consolo, jura?… E por aí vai… São casos e mais casos. E a pessoa ali na luta sonhando por estar grávida… Faz parte mas as vezes não é fácil não.
Nos meus anos de espera e tentativas, sempre me alegrava ao receber notícias de gestações de pessoas próximas, sempre vibrei com isso, de coração. Mas existem momentos em que voce está mais sensível e nao tem como desejar MUUUUITO, desesperadamente, também estar naquela situacao. Nao é inveja, é ser humana  e querer enfim estar naquele estado tão sublime. É querer definitivamente se sentir mulher por completo, é ter o direito de gerar e de passar por aquela experiência única. É finalmente saber o que é sentir um ser crescendo dentro de você!
Como me lembro esta curiosidade de querer saber como era sentir o bebê mexendo, isso sempre me aguçava o imaginário e por muitas vezes me pegava acariciando a barriga de uma grávida que eu tivesse intimidade para sentir aqueles movimentos e “delirar” um pouco.
Quando a tristeza resolvia me visitar eu sempre tentava reagir tendo a certeza absoluta que um dia eu passaria por aquela experiência, que tudo aquilo ficaria para trás e que o meu dia chegaria. Ao mesmo tempo sempre tive a consciência de que caso não passasse por isso não deixaria de ser mãe, viria meu filho do coração, através da adoção. E é assim que todas devem pensar: no tempo certo e justo seu filho chegará. Você nasceu para ser mãe daquele serzinho e ele virá ao mundo para ser o seu filho, na hora e da maneira que seja. É acreditar e confiar!
Um dia voce perderá sua identidade, você nao será mais chamada pelo nome, voce será a mae de… E lhe garanto: é uma delícia! Um dia fui apenas Taciana, hoje sou a mãe de Mariana e Valentina, o título mais nobre e sonhado da minha vida. Título este que está reservado para você que está aí nessa espera. Acredite!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário