19 jul
Não Existe Culpado Nessa História

Resolvi escrever para vocês sobre um tema que na minha época num dado momento me atingiu e que vez por outra recebo mensagem de alguém com esse mesmo sentimento: culpa! Culpa por ser a responsável de nao poder dar um filho ao casal… E desde já grito para PARAR com isso!
Ontem recebi um email que transcrevo o trecho da frase que abordava este tema:
“Doi tanto. Sinto pelo meu marido, penso que se eu não for capaz de dar um filho – que é um sonho dele também –  ele tem o direito de querer uma mulher que tenha condições disso. Ele não precisa ser responsabilizado por um problema meu.
Você se sentiu assim?”
Se eu me senti assim alguma vez? Se eu cheguei a pensar assim em diversas ocasiões? SIM. Até um dia que resolvi expor isso para meu marido e nesse exato momento ele me fez enxergar o que passarei para vocês agora! Não existe um culpado nessa história! Existe sim um casal que sonha com isso e PONTO FINAL. Casal que se dispôs a correr atrás desse sonho juntos. E sabe como seu parceiro  e você aí que foi diagnosticada com o possível motivo para que a gravidez ainda nao tenha acontecido devem se sentir? Orgulhosos! Sim! Afinal vocês sairam da zona de conforto para travar uma luta contra a infertilidade, que nao é fácil! Sabe a quantidade de pessoas que sequer se animam a correr atrás desse sonho? Por tantos motivos alegados que vocês nem imaginam! Porque pode engordar, porque não gosta de injeção (e quem gosta?), porque tem medo de cirurgia, porque nao pode ou quer parar por uns dias a sua vida para fazer tratamento, e tantas outras desculpas mais!
Pessoas como você são pessoas especiais, pessoas que disponhem seus corpos, seu tempo, parte da sua vida a correr atrás de um sonho de duas pessoas, e seu companheiro que está ao lado deve mais que nunca se orgulhar por ter uma parceira tão admirável ao lado!
Lembro que após um tempo trabalhando a cabeçinha com essas idéias de me sentir a culpada, me quebrei e resolvi me abrir com o marido, disse a ele, morrendo de chorar e com dor no coração, que não era justo ele seguir comigo, porque eu nao poderia dar um filho para ele. Gente ele me surpreendeu me dando uma “bronca”, disse que jamais eu repetisse aquilo e que o “problema” era nosso e que o sonho era nosso, e que me admirava demais! E, ainda, me disse que antes do filho sonhado, estávamos nós dois, e isso é pura verdade! Não se deve esquecer do casal que se conheceu, se apaixonou devido a tantos motivos e de uma hora para outra, devido a dificuldades de ter um filho, joga toda história para o alto? Mais que nunca vocês devem se unir, se cuidar e seguir juntos! E aquelas palavras acalmaram muito a minha alma e me fizeram entender que ele estava certíssimo! E é essa paz que desejo que entre no seu coração.
Já basta tantos pesos que se carrega nesse caminho, desgaste emocional, financeiro, hormônios, picadas, alguns casos de cirurgias, negativos, em alguns casos abortos, dores e desabores, para ficar se martirizando ainda com culpa. De forma alguma! Reaja! Se valorize, se ame! Você é uma pessoa guerreira e corajosa, que resolveu lutar, entregar seu corpo, doar seu tempo, sem medir esforços e por uma causa tão nobre… O desejo de ser mãe (ou pai) falou mais alto e você aqui está se entregando a causa lindamente e deve mais encher o coração do seu companheiro de orgulho e muito mais amor por você a futura mamãe do seu filho.
Combinado então? Ninguém é o culpado! Página virada e em frente SEMPRE!!!
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário