17 dez
O Direito de Sonhar com o Segundo Filho

De uns tempos para cá tenho conhecido algumas mulheres que lutam pelo 2º filho que não vem…

Algumas tiveram o primeiro filho sem nenhum problema, de forma natural, sem a necessidade de tratamento algum, liberaram para a vinda do segundo filho, se passaram meses e nada e aí bate o desespero e angústia de não entender o porquê de estar tendo dificuldades agora. Na maioria das vezes o panorama é o mesmo, ou seja, mesmo parceiro, pai do primeiro filho, nenhuma doença aparentemente existente em nenhum dos dois.

Por outro lado estão aqueles casais que tiveram que se submeter a algum tratamento de reprodução assistida para conseguir o primeiro filho e após um bom tempo sem evitar a gravidez parece que a cena de um novo tratamento volta à pauta e isso gera pânico em ter que passar novamente por todo processo.

Mas o que me chama mais atenção em ambos casos são os sentimentos que vejo tomar conta das mulheres que me procuraram e desabafaram sobre. O primeiro sentimento de todos é a vergonha em assumir que estão angustiadas e sofrendo mesmo “JÁ sendo mães e JÁ  tendo um filho”, ou seja, é como elas se sentissem proibidas por já terem tido a honra de alcançar a maternidade e não terem direito de reclamarem pelo segundo filho que não vem! Achei tão absurdo isso que senti a necessidade de escrever em defesa dessas mulheres já mães e que tem todo direito do mundo de querer mais filhos e sofrerem por não estarem conseguindo.

Uma delas me confidenciou que na maioria das vezes, por mais angustiada que se sinta, não se sente no direito de desabafar com ninguém… Gente, sentimentos não se sufocam e ninguém é pior do que ninguém por querer ter mais filhos, ninguém é culpado por já ser mãe ou pai e sentir vontade de ter mais quantos filhos quiser, concordam?

Normalmente as pessoas só pensam em infertilidade quando a mulher não consegue ter o primeiro filho (e aí ela é chamada de infertilidade primária). Mas a infertilidade secundária, quando a mulher já teve um filho, não é tão incomum como se pensa.

As causas em geral são as mesmas da infertilidade primária, ou seja, de quem nunca conseguiu ter um bebê. Entre elas estão: cicatrizes no útero ou nas tubas uterinas (trompas), endometriose, problemas de ovulação, baixa quantidade de espermatozoides. Qualquer que seja a causa, é alguma coisa que apareceu ou se agravou depois que a pessoa teve o bebê. Complicações durante o parto ´é uma possível causa. Ou, se muitos anos se passaram, talvez a questão seja a idade. O tratamento para a infertilidade secundária é igual ao tratamento para qualquer outra dificuldade de gravidez. Tudo vai depender da causa.

Não é fácil conseguir apoio nos casos de infertilidade secundária, porque todo mundo parece achar que é ingratidão não estar feliz com o filho que já se tem, então a todos os que estão passando por esta dificuldade do segundo (ou terceiro, quarto, quinto…) filho que não vem lhes recomendo procurar um especialista em reprodução assistida para um check up do casal, isso se já faz mais de um ano de tentativas sem uso de nenhum método anticonceptivo. Por mais que já tenham sido pais tudo pode mudar desde o período do nascimento do filho ao momento atual, digo isso por casos e casos que conheci de mulheres e homens que apresentaram algum diagnóstico a ser tratado mesmo já tendo sido pais facilmente quando liberaram na primeira vez, havendo casais por exemplo que tiverem o primeiro filho “sem querer”, num “descuido”, e que agora sofrem na espera do próximo.

Então se você já for mãe ou pai deixo aqui meu apoio que se sintam à vontade de expressar a vontade de vocês em viver novamente essa experiência maravilhosa da maternidade ou paternidade. Você não será pior do que ninguém por apenas seguir sonhando e desejando aumentar a família, lógico que não! Estamos vivos para viver intensamente e seguir sonhando e acreditando sempre. E tem algo melhor que um filho? Sim, tem! Um filho a mais! Rsrs. Então se liberem e assumam esse desejo lindo que tem aí dentro de você e que seguro também te faz sofrer, sendo então bem vindos a esse espaço que está destinado aos que sonham em ter um filho, independentemente se já são pais ou não.

O título do Blog é: Maternidade Sonhada, claro que a grande maioria das pessoas serão aquelas que ainda não são mães ou pais e estão nessa espera, assim como foi meu caso e tão bem as entendo, mas se você sonha por um filho a mais e está tendo dificuldades e será também muito bem vinda por aqui!!!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário