24 dez
Querido Papai Noel

arvorespezinhos

Querido Papai Noel,

Por cinco anos te mandei vários pedidos iguais ou similares…

-QUERO SER MÃE

-QUERO UM FILHO

-QUERO ENGRAVIDAR

E parecia que o senhor não me entendia… Chegava mais um Natal, e mais um, e mais um… e nada do meu pedido ser atendido. Ficava triste, confesso… Mas nunca me esquecia de agradecer tanto o que eu já tinha para celebrar a Noite de Natal… Um marido para sonhar junto comigo, uns pais atenciosos e sempre presentes, 3 irmãos maravilhosos, amigos verdadeiros, saúde, trabalho e motivos vários que alegrava a minha vida, mas faltava a realização daquele pedido…

Se passavam os anos e os Natais, se terminava um ano, um ciclo, e começava outro… Outro para encher meu coração de esperança e direito de me iludir de que no próximo lá estaria eu já com meu filho, nos braços ou na barriga… E nada… Até que no ano de 2006 meu Natal foi diferente! O senhor, Papai Noel, resolveu antecipar o meu presente e num dia ensolarado de outubro se confirmou o tão desejado presente que já estava no meu ventre! E como vibramos!!! Naquele ano a minha árvore era a árvore mais bela do Planeta, ela estava enfeitada só de coisas boas e a estrela que a coroava brilhava de tanta gratidão que eu carregava no meu coração!!!

Dois anos após, em 2008, acho que alguma cartinha que eu insistia em lhe mandar chegou atrasada e aquele pedido repetido chegou às suas mãos e o senhor resolveu me atender novamente, dessa vez me fazendo uma ENORME surpresa em março de 2008… Estava eu com a minha pequenina com apenas 7 meses passeando na casa do vovô argentino quando de repente comecei a não me sentir bem… Enjoada… Estava grávida de novo!!!

Poxa Papai Noel… O senhor demorou mas quando decidiu me brindar foi demais da conta! E meus Natais desde então, e para o resto da minha vida, serão especiais.

Mas sabe por que venho te escrever de novo Papai Noel? Sei que tinha prometido não pedir mais nada, mas venho lhe pedir por todas as mulheres que têm lhe escrito pedindo um filho e que neste Natal ainda não o receberam, e estão tristinhas… Quero então que o senhor olhe por cada uma delas e leve aos seus corações uma porção extra de esperança e tranquilidade, porque bem sei que o dia de cada uma delas também chegará!

Meninas, por algo criei este espaço… Me sentia incomodada que teria que compartilhar um pouco da minha história com vocês. Pensava eu que lhes podia ajudar de alguma forma e tenho observado e sentido que assim tem sido, graças a Deus. Mas quero também dividir com vocês o quanto tem sido enriquecedor para mim essa “troca”, esse carinho e confiança que algumas tem me brindado de se abrir, de expor seus sentimentos e de entender exatamente a minha intenção.

Que Deus as abençoe, que tenham um feliz Natal, mesmo ainda lhes faltando o tão desejado presente, mas seguindo acreditando e confiando que na hora exata serão mamães!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário