19 abr
Recadinho do Filipe para você!

20160326_092916

Mais uma história de esperança lhes trago por aqui. Mariana é seguidora do nosso blog pelo instagram e ao dividir comigo a chegada do seu Filipe a convidei para vir lhes contar um pouco da sua caminhada e vitória!
A Mariana instiga muito às futuras mamães a buscarem a Deus, acreditando que a caminhada na fé é mais fácil, é devota de Nossa Senhora (o que peço desde já respeito às que não são) e resolveu contar carinhosamente sua vitória para vocês.
Com vocês as palavras da mamãe do Filipe!!!

“A Taci pediu para eu escrever minha história como incentivo às mulheres que tentam engravidar e por algum motivo não conseguem.
Sigo a Taci no Instagran Maternidade Sonhada desde que uma amiga me marcou na época em que eu vivia esta caminhada de tentar engravidar. Aí vai  um pedaço da minha história.

Era uma quarta feira de cinzas, lembro-me como hoje, do ano de 2014, quando decidimos liberar de vez a gravidez. Nós decidimos, eu e meu esposo João Paulo. E naquele dia eu estava no meu período fértil, que comecei a partir daquele momento a vivê-lo de forma mais intensa.
Quem é tentante sabe bem o que significa um período fértil e toda a carga emocional que ele traz. A partir daquele mês março de 2014 começou nossa jornada pelo nosso milagre. Mas eu não o chamava de milagre.
Chamava de luta para engravidar. Como palavra tem poder, substitui luta por caminhada. E ela durou um ano e quatro meses. Foram choros, exames, longas conversas como o marido e amigas, orações e pedidos por este milagre de pessoas que eu nem imaginava. Deus foi colocando nesta
caminhada muitos anjos. Um deles foi o “maternidade sonhada”,na pessoa da Taci, com seus posts de incentivo, de apoio, de esperança.

Por que milagre? Porque nesta vida de tentante não devemos fechar os olhos para Deus e sim tentar aumentar nossa intimidade com Ele. Consultas, exames e diagnósticos são necessários, mas hoje tenho certeza que o que acontece com nossas vidas vem da vontade de Deus.

Acredito que Filipe é fruto de um milagre de Nossa Senhora Aparecida e Nossa Senhora da Divina Revelação por elas intercederem junto a Deus para que ele hoje pudesse estar em meus braços. Foi Fácil? Não. Passei por ultrassons seriadas, necessidade de videoparaloscopia  e  indutores de ovulação. E no terceiro mês de tratamento, onde a médica me orientou a três meses de tratamento e de indução, Filipe foi concebido.

No segundo mês de tratamento disse a minha mãe – vou desistir. Não aguento mais – e ela com suas santas palavras me disse: você está subindo uma escada, vamos para o próximo degrau. Ouvi seu conselho e fui para o que seria o último mês de tratamento por indução e em 20 de julho de 2015 tive a confirmação do beta, meu filho estaria a caminho!

Foi um ano e quatro meses de crescimento na fé, fortalecimento do matrimônio , um tempo de expectativas e frustrações. Cada mês que se passava o desejo de ser mãe aumentava, por mais difícil que fosse a esperança crescia dentro de mim e o sonho da maternidade também.
A você tentante não desejo paciência e que relaxe, pois sei o quanto escuta isso e é difícil. Digo apenas que se entregue ao tempo de Deus, pois Ele sim, cuidará do seu coração e do seu caminhar de uma forma que só Ele, e mais ninguém, saberá. E com certeza, seu dia de ser mãe, aos olhos de Deus e da forma que Ele planeja chegará. E tudo naquele dia fará você ter a certeza de que tudo, toda espera, valeu a pena. Deus as abençoe!”

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someone

Deixe seu comentário